A RELAÇÃO ENTRE O AÇÚCAR E A BAIXA QUALIDADE DO SONO

dormir

Dormir: uma ação tão natural que muitas vezes aceitamos sem pensar, sem pensar e refletir sobre como o fazemos. Os especialistas recomendam sempre uma melhor qualidade do sono, aconselhando as pessoas a dormir pelo menos 7-8 horas por noite para acordar bem repousados, revigorados e prontos para enfrentar o dia.

Na realidade, porém, sabemos que uma boa noite de sono não é uma prerrogativa de todos: são tantos, na verdade, as pessoas que não podem dormir adequadamente. Que seja o estresse da vida moderna, que seja pelas preocupações ou por muitas outras razões, o clube daqueles que acordam durante a noite e que se viram na cama é bastante popular. Sem falar daqueles que sofrem de insônia crônica, que afeta negativamente a qualidade de vida: as pessoas afetadas, de fato, durante o dia sofrem de nervosismo, falta de concentração e menos energia para realizar as atividades diárias. Outro fator que pode afetar a qualidade do sono e do qual não se fala muito frequentemente é a nutrição.

Todos nós sabemos que se no jantar comemos uma refeição particularmente pesada, então teremos mais dificuldades para adormecer e dormir tranquilos. Na verdade, as chances de sono ruim, talvez de ficar depsertos durante a noite e não entrar em um sono profundo e reparador são elevados. Como resultado, no dia seguinte, você será tudo menos descansado e sentirá o cansaço desde as primeiras horas da manhã. E se isso não ocorre esporadicamente, mas tornar-se uma espécie de hábito, pode-se facilmente imaginar que as consequências sobre a nossa saúde serão importantes. O argumento tem sido ao centro do interesse do mundo da pesquisa científica, que procurou cuidadosamente a relação entre a nutrição adequada e qualidade do sono (Continua na página 2)

Página 1 de 3
Responsive Menu Clicked Image