COMO CULTIVAR A TRUFA (TAMBÉM NO JARDIM DE CASA)? O MÉTODO

trufa-1

Aqueles que acabam nas nossas mesas, alegria e prazer dos gourmets, e que comumente chamamos de trufas são cogumelos subterrâneos pertencentes à família das Tuberacee. Seu "rei" é a trufa branca, a mais valorizada no mundo. Depois, há as chamadas "negras", as trufas menos valiosas: o scorzone (variedades de verão) e a melanosporum Tuber (as variedades de inverno, mais valiosas).

A trufa é conhecida desde os tempos antigos: é mencionada por Plínio o Velho em seu Naturalis Historia. Apreciada também na antiguidade era encontrada frequentemente nas mesas de prelados e da nobreza. Uma "quinta essência" para alguns, com um valor tão alto que podia até mesmo levar ao êxtase. Nunca faltaram os supostos, efeitos afrodisíacos da trufa: talvez relacionado ao fato que uma das árvores"colonizadas" pela trufas é o carvalho: planta querida ao deus Júpiter, também conhecido pelo seu poderoso apetite sexual. Tanto assim, o médico Galeno uma vez escreveu sobre este cogumelo: "A trufa é muito nutritiva e pode dar o prazer", referindo-se precisamente às qualidades ocultas deste tubérculo.

A trufa é muito sensível a fatores ambientais e de estação que determinam sua raridade, a razão essencial do seu custo muito elevado e, as vezes proibitivo, especialmente nos anos desfavoráveis. Claro, a idnologia (a ciência que lida com as trufas) está procurado e buscando maneiras de cultivar as trufas, por razões óbvias; Mas, enquanto os resultados para as trufas negras são excelentes, para o seu "primo" branco (Tuber magnatum) são bastante decepcionantes. O ARTIGO CONTINUA NA PÁGINA SEGUINTE>

[embed]https://youtu.be/_0tLAZu9BJ8[/embed]

Página 1 de 3
Responsive Menu Clicked Image