Estão tristes? Leiam a história de Shanti, a mulher que mudou sua vida

shanti

Quando tinha somente poucos meses, Shanti foi atropelada por um trem junto com a mãe; a mãe tinha somente 11 anos e estava desesperada pela sua situação sem esperança e pela responsabilidade de crescer a filha. Aquela criança então decidiu, junto com a filha recém-nascida de se suicidar. A menina-mãe morreu, a neném se salvou, mas com uma dupla amputação dos braços sofrida nos trilhos daquela estação. Aconteceu em Calcutá, na Índia, onde em meio a pobreza da cidade foi abrigada em um orfanato. E no mesmo orfanato, quando Shanti tinha 11 anos, um casal estadunidense decidiu de adota-la mesmo com a grave deficiência e de leva-la para o Montana nos Estados Unidos.

Hoje Shanti é uma mulher, vive em Las Vegas com um marido e dois filhos; tem uma vida normal mas nenhuma operação pude devolver os seus braços - consegue compensar essa perda usando os dois membros restantes, ou seja as pernas. Mesmo com um pouco de dificuldade, a mulher do passado trágico consegue cumprir todas as ações do dia-a-dia com a ajuda dos pés. O marido é sem duvida um homem generoso, que apoia, mas quando o assunto é trocar as fraldas é a própria Shanti que pega "em mão" a situação.

Mas os filhos não são as únicas jóias da mulher, que primeiro de virar mãe conseguiu se formar na Universidade do Nevada e entre as suas paixões tem até a pintura. Tranquilos, não vai se ofender se voçês disserem que pinta com os pés!

Página 1 de 1
Responsive Menu Clicked Image