HYDENELLUM PECKII, O COGUMELO QUE SANGRA

hydnellum-peckii-cogumelo-que-sangra

Independentemente de onde você olhar, quando tiver a oportunidade de passar algum tempo rodeoado pela natureza, dá para perceber de quanto essa é maravilhosa e capaz de surpreender. Até hoje, quando, graças ás ferramentas sofisticadas que a tecnologia torna disponíveis para a gente, parece que o mundo não tenha segredos, não pode-se fazer nada senão se render diante das maravilhas que a natureza mostrou por milênios e continua a mostrar. Pense na infinidade de espécies de plantas existentes: aquelas conhecidas são poucas, enquanto existe uma quantidade imensa que esperam para ser descobertas. Uma das espécies de vegetais que pertence à uma das categorias entra as mais diversificadas e variadas é aquela dos cogumelos: as variedades existentes na natureza são muitas, muitas mais daquelas que você costuma usar para preparar os próprios pratos. E, obviamente, não todos, são comestíveis!

Há um tipo de cogumelo, em particular, que tem uma grande capacidade de surpreender: é o chamado  Hydenellum peckii, uma raça muito, muito especial. Observando-o nem sequer parece com um cogumelo, mas sim um doce com uma cobertura de geléia. É um prazer para os olhos, de fato, mas cuidado: esta é uma daquelas espécies não comestíveis que mencionamos antes, também por causa do gosto amargo e desagradável. O que tém, então, de tão especial o hydenellum peckii? Uma característica especial e única: este cogumelo branco, com um corpo carnudo e de forma estranha, expele uma substância avermelhada que na sua aparência parece sangue. É por esta razão que o cogumelo em questão também é chamado de "cogumelo sangrento" ou "dente bilioso".

cogumelo E se, de repente você perceber que este gostoso "doce de geléia" se transformou em algo de nojento depois de uma olhada mais cuidadosa, no entanto, basta dizer que é um cogumelo que pode ser muito útil na medicina. O hydenellum peckii, de fato, tem um elevado teor de anticoagulantes, mas especialmente de substâncias que são capazes de inibir algumas das enzimas responsáveis pela doença de Alzheimer.

Este cogumelo não se encontra em qualquer lugar, mas cresce em florestas de coníferas, do verão até o outono, na América do Norte e na Europa, embora recentemente tenham sido descobertas variedades pertencentes à mesma família do hydenellum peckii também na Coreia e no Irão . A descoberta do chamado "dente sangrento" não é nem tão nova, embora só recentemente a gente esteja falando dele: no início do século passado foi mencionado em seus estudos pelo micologista americano James Howard Banker. Deve ser dito que a aparência deste cogumelo que acabamos de descrever, ou seja a sua forma bizarra, a sua cor branca e sua cobertura com gotas avermelhadas, é típico dos espécimes desta família em idade jovem: uma vez que o cogumelos crescem, no entanto, perdem estas características e se tornam parecidos ao um pedaço de madeira escura. Continua na página 2.

Página 1 de 2
Responsive Menu Clicked Image