NUNCA FERVA A ÁGUA DUAS VEZES

ferver-a-agua

Nem todo mundo sabe disso, mas a água nunca deve ser fervida por duas vezes consecutivas. No momento em que a água for fervida a primeira vez, ocorre uma mudança na sua composição química: na prática, os gases se dissolvem e os compostos voláteis evaporam. A água fervida uma vez, portanto, pode ser bebida sem problemas (obviamente depois que esfria). Se você a ferver novamente, porém, as coisas mudam (estamos falando, obvimanete, da água normal, dentro da qual estão presentes minerais dissolvidos e gases e não da água deionizada não-destilada, que ao contrário pode ser fervida repetidamente).

No caso em que as garrafas de água da torneira ou da água mineral sejam fervidas duas vezes ou sejam fervidas durante muito tempo, acontece uma mudança nos compostos químicos, que consiste em um agravamento. Se acumulam, de fato, produtos químicos perigosos, que são absorvidos pelo corpo. São, em particular, flúor, nitrato e arsénio. não venenos, mas potencialmente produtos muito prejudiciais: mesmo os minerais básicos para o corpo humano, de fato, se se acumularem em quantidades excessivas tendem a tornar-se perigosos. Basta pensar nos sais de cálcio, cuja acumulação pode ser causa de cálculos biliares e pedras nos rins. Mas não é só isso: CONTINUA DA PÁGINA 2>

Página 1 de 3
Responsive Menu Clicked Image